segunda-feira, 5 de setembro de 2016

17 Sintomas de Rinite Alérgica - A #4 é mais comum!

10:23:00

Compartilhe

Veja 17 Sintomas de Rinite Alérgica mais comuns .  Listamos os principais sintomas desse alergia respiratória que incomoda muita gente. 




Está com nariz escorrendo, coçando e acha que pode ser Rinite Alérgica?

Se está na dúvida e quer dar uma pesquisada nos sintomas de uma Rinite Alérgica antes de procurar seu médico, neste post você vai ver os sintomas mais comuns da Rinite. 

O que é a Rinite alérgica?

A rinite alérgica , é uma doença inflamatória crônica da mucosa nasal.

A Rinite alérgica geralmente é causada por uma reação alérgica a elementos como o pólen de árvores e plantas, pelo de animais, ácaros, etc.


17 Sintomas de Rinite Alérgica
17 Sintomas de Rinite Alérgica 



17 Sintomas de Rinite Alérgica

  1. Nariz entupido
  2. Coceira no nariz, na boca, nos olhos, na garganta e na pele
  3. Problemas com odores
  4. Coriza no Nariz
  5. Espirros  (algumas vezes o paciente espirra mais 20 vezes seguidas)
  6. Olhos lacrimejando
  7. Olhos e nariz avermelhados
  8. corrimento nasal líquido e límpido
  9.  O olfato fica bastante prejudicado, assim como o paladar

Alguns sintomas da rinite alérgica se apresentam ao longo de horas:


10. Congestão nasal
11. Tosse
12. Diminuição da audição e diminuição do olfato
13. Dor de garganta
14. Olheiras
15.Olhos inchados
16. Canseira e irritabilidade
17. Cefaleia

Informações sobre sintomas de Rinite Alérgica


- O número de sintomas, a intensidade e a freqüência é variável para cada pessoa. Não é uma patologia contagiosa, e não causa febre.

- Quem tem rinite alérgica pode viver sem sintomas, como qualquer um, quando a rinite é tratada corretamente.

A rinite não é uma doença grave. Porém, como diz o ditado popular, a rinite não mata, mas...maltrata!

Rinite Alérgica Tem Cura? 11 Fatos para esclarecer de uma vez por todas essa dúvida!

Curiosidades sobre a Rinite Alérgica



  • De acordo com a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (Asbai), a rinite atinge 30% das pessoas.


  • A rinite alérgica mudou sua classificação. Antigamente, a rinite alérgica era classificada como sazonal e perene. Atualmente, esta classificação foi alterada para intermitente, aonde os sintomas estão presentes menos de quatro dias por semana e por menos de um mês e persistente, quando os sintomas permanecem por mais de quatro dias por semana e por mais de um mês.
  • A rinite, seja alérgica ou não alérgica, é frequente em atletas, principalmente em nadadores. Neste último caso, a exposição ao cloro nas piscinas parece desempenhar um papel relevante, pois pode agravar uma rinite alérgica (RA) pré-existente ou produzir uma irritação não específica. Um estudo publicado no periódico British Journal of Sports Medicine avaliou as características da rinite em nadadores e avaliou o possível papel do cloro como indutor dos sintomas. 
Leia: Como Acabar com Alergias Sinusites e Rinites! (Curso inéditode conteúdo científico com linguagem fácil formulado por médica da área Oromolecular, Nutrologia e Alergia.)
  •  Em 2007, houve 13,4 milhões de consultas a consultórios médicos, departamentos de atendimento ambulatorial, clínicas e departamentos de emergência cujo diagnóstico primário foi a rinite alérgica
  • Entre os anos de 2000 e 2005, o custo do tratamento para a rinite alérgica aumentou de $6,1 bilhões de dólares americanos para $11,2 bilhões de dólares, sendo que mais da metade do montante foi gasto em medicamentos com receita médica.
  • A rinite alérgica é muito mais comum na Europa e na Australásia. Em uma pesquisa de saúde respiratória da comunidade europeia realizada recentemente, 35% dos participantes relataram apresentar o quadro clínico ou os sintomas. 
  • A Organização Mundial da Saúde relaciona as rinites alérgicas e as sinusites como umas das principais doenças respiratórias crônicas em todo o mundo. 
Está com sintomas parecidos com os sintomas da Rinite Alérgica? 

Procure seu médico, ou um alergista para fazer o diagnóstico corretamente. Não se auto medique. Cuida da sua saúde com responsabilidade!


Fontes da Pesquisa: 





0 comentários:

Postar um comentário