segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Quais antialérgicos que dão sono?

10:04:00

Compartilhe
Quais antialérgicos que dão sono? Veja um post sobre  antialérgicos que podem te deixar mais sonolento.


Tomou um anti-alérgico e ficou com muito sono? Saiba o motivo.



Os antialérgicos ou histamínicos bloqueiam a histamina, substância responsável pela alergia descoberta no início do século 20.


O medicamento faz o alérgico respirar normalmente, o que evita o choque anafilático, agravamento dos sintomas que pode levar a morte. Os primeiros chegaram às farmácias na década de 40 e tinham muitos efeitos colaterais. O maleato de pirilamina faz parte desse primeiro time de histamínicos.


Quem usa costuma ficar sonolento e com visão muito embaçada, mas por que isso acontece? 
Conheça alguns antialérgicos dão sono e os motivos para esse efeito colateral.

Quais antialérgicos que dão sono?
Quais antialérgicos que dão sono?

Antialérgicos sedantes

Também chamados de anti-histamínicos H1 clássicos, esse tipo de antialérgico foi o primeiro que chegou ao mercado. Eles não são indicados para tratamento da asma. 

O anti-histamínico clássico interfere nos receptores cerebrais relacionados com o sono. Visão turva, diminuição da coordenação motora, concentração e memória são outros efeitos colaterais dos antialérgicos sedantes. 

Por isso, eles não podem ser usados por operadores de máquina, motoristas e pilotos.

Principais antialérgicos que dão sono

Atualmente, os antialérgicos não causam tanto sono, entretanto, os médicos continuam a receitar os H1 clássicos. Confira alguns antialérgicos sedantes mais conhecidos e suas indicações:

  •  Dexclorfeniramina: purido, picada de inseto e rinitealérgica;
  • Hidroxizina: dermatite de contato e urticária;
  • Promeatazina: espirros, coriza, coceira e urticária;
  • Ciproeptadina e Clemastina: rinite alérgica;
  • Celestone: alergias respiratórias;
  • Decadron: alergias cutâneas;
  • Diefenidramina: urticária, erupções cutâneas;
  • Actifedrin: rinite;
  • Fexofenadina: rinite alérgica e urticária;
  • Maleato de brofeniramina: rinite;
  • Loratadina: rinite alérgica.


Observação: existem poucos relatos de sonolência causada por Loratadina.


Mais informações:

Hoje em dia esse problema de causar sonolência tem sido cada vez menor, tanto que os antialérgicos mais antigos, são chamados de sedantes. 

Os sedantes têm uma estrutura química que inundam o cérebro e acabam por se ligar a receptores que dão sono. 

Os antialérgicos mais recentes, são conhecidos como “não sedantes”, pois chegam em pequena quantidade ao cérebro, estimulando menos efeitos colaterais como sono ou aumento de apetite.

Cuidados ao tomar antialérgico


Alguns são vendidos sem receita, mas tomar remédios por conta mascara os sintomas e traz mais problemas. Procure sempre o alergologista, médico especialista em alergia.

Você toma algum desses remédios? Sente muito sono com eles? Conte para a gente. E não se esqueça: tome os medicamentos conforme a prescrição do seu médico.


Leia: Como Acabar com Alergias Sinusites e Rinites! (Curso inédito de conteúdo científico com linguagem fácil formulado por médica da área Oromolecular, Nutrologia e Alergia.)


Fontes:
http://www.allergo.com.br/artigo.php?id=169
http://www.boasaude.com.br/folhetos-de-saude/5620/anti-histaminicos.html
http://www.ebah.com.br/content/ABAAAAxGUAF/anti-histaminicos
http://alergodermatologia.blogspot.com.br/2010/09/antialergicos-ou-anti-histaminicos.html
http://www.minhavida.com.br/saude/bulas/81-maleato-de-dexclorfeniramina-solucao
http://www.tuasaude.com/hidroxizina/
http://www.tuasaude.com/prometazina-fenergan/

http://www.tuasaude.com/ciproeptadina/

0 comentários:

Postar um comentário